Quando viajamos, especialmente, para países fora da Europa com culturas completamente diferentes das nossas é importante informarmo-nos e recolher algumas dicas para que a viagem corra muito melhor. No final de Novembro fui, pela primeira vez, a Cancún. Estive lá oito dias e reuni algumas dicas e conselhos para partilhar com vocês. 

resort 
Nós ficámos hospedados no Riu Tequilla que fica na 'vila' Playcar. No fundo, esta vila é um pequeno mundo. Podemos encontrar vários resorts, praias privadas - que estão associadas aos resorts - apartamentos, lojas e cafés como Starbucks, Hard Rock Café e muito mais.

A nossa escolha deveu-se ao facto de nos terem aconselhado a ficar no grupo Riu. Pelo que pesquisei antes da viagem, quanto mais perto de Playa del Carmen mais agitado e festivo o ambiente é e quanto mais perto de Tulum mais calma e tranquila será a estadia.

O nosso resort ficava no meio destes dois locais. No Riu Tequilla podíamos escolher entre três restaurantes para jantar: comida asiática, especialidade de carnes e comida mexicana - para este último era necessário fazer marcação. Para o almoço tínhamos sempre o restaurante junto à piscina que tinha pratos super diversificados que agradavam a qualquer um.  Ao pequeno-almoço - a melhor parte - dirigíamo-nos até ao restaurante principal que ficava junto ao lobby e à recepção.

Durante o dia, para além das tours, os planos passavam por idas à praia e à piscina ou passear pela Quinta Avenida - uma rua super popular e turística na Playa del Carmen onde encontram lojas de souvenirs, restaurantes, lojas de roupa, cafés, entre outros serviços. Quer na praia quer na piscina, durante todo o dia, os animadores iam fazendo atividades como voleibol, bingo, ensinar salsa e marco polo.



tours
Provavelmente, o maior conselho que tenho para vos dar é em relação às tours. Nós fizemos três: uma a Chichén Itzá, outra ao parque Xcaret e a terceira a outra vila Maya bastante conhecida,  Tulum. As duas primeiras foram organizadas pelo grupo Xcaret e a de Tulum foi por uma empresa mais particular e, para ser sincera, nota-se a diferença - as tours de empresas particulares por não serem tão industriais são bem melhores pois oferecem um serviço mais privado e pessoal.

A tour a Chichén Itzá não vale a pena. Calma, claro que vale a pena irem a Chichén Itzá, afinal é uma das sete maravilhas do mundo, não é? O que eu quero dizer é que não vale a pena comprarem uma excursão porque vão perder o dia todo - quando digo todo, é literalmente todo. Já tinha lido este conselho no blogue do João Cajuda, mas ainda assim o meu pai preferiu comprar tudo já programado para não termos preocupações. Na minha opinião, o melhor que têm a fazer é alugar um carro e ir à aventura. Sim, vão ter mais trabalho porque têm de se informar melhorar, ter GPS ou um cartão com internet e antever tudo o que é necessário, mas acredito que no final valerá a pena. Podem parar onde quiserem, voltarem às horas que quiserem, enfim. Ficam completamente por vossa conta.

A excursão ao Chichen-Itzá começou às 7h e terminou às 23h (horas de partida e chegada ao resort). Perde-se imenso tempo em trocas de autocarro e, para parecer que vale a pena, ainda visitámos o Cenote Ik Kill, que pessoalmente achei demasiado turístico. Especialmente porque no dia anterior tínhamos visitado um Cenote em Tulum lindo e super paradisíaco - e num local nada turístico, o que eu prefiro.

Em relação a Tulum, este local era exatamente aquilo que esperava e que já tinha visto em fotografias. Aconselho a visitar esta vila Maya e a escolher a opção de visitar Coba à tarde (dizem que é lindo e vão encontrar vários Cenotes por lá). Se preferirem visitar apenas Tulum, a excursão dura uma manhã.

Por último, a excursão ao parque eco-arqueológico Xcaret é um plano diferente e divertido. No fundo, ao longo de toda a costa da Riviera Maya existe este monopólio de parques que se encontram divididos em diferentes níveis de aventura e experiências. Para além do Xcaret, existe ainda o Xel-Há e o Xplor.

No parque Xcaret descemos um rio subterrâneo, entrámos num aviário e mariposário - confesso que este último não gostei, porque detesto insectos voadores (vão perceber no próximo vlog) -, fizemos snorkeling, vimos tartarugas e raias, visitamos um oceanário e à noite assistimos a um espetáculo incrível que conta a história do México, desde o aparecimento da civilização Maya até aos dias de hoje.


cambiar dinheiro
Se vão ficar num resort e já têm tudo tratado não se preocupem em cambiar uma grande quantidade de dinheiro. Os pesos só servem para comprar souvenirs (que também podem ser pagos em dólares) ou fazer refeições fora do resort. E, como à partida, estando num resort já está tudo pago não vão precisar de comprar praticamente nada. Tudo o que se vende por lá é pago em dólares, como as tours. 

burocracias, aeroportos e escalas
Primeiro aviso: Se vão viajar para o México e vão fazer escala no Canada, precisam do eTA (Electronic Travel Authorization). No fundo é um formulário que têm de preencher para receber uma autorização para entrar no Canadá. O eTA tem um custo de $7 CAD e pode levar até 72h a ser aprovado, por isso tratem disso com antecedência para não haver imprevistos de última hora.

Segundo aviso: Preparem-se para aterra no México! O aeroporto de Cancún é o caos. No avião vão entregar-vos uns papéis para preencherem. Não preencham no aeroporto. Preencham logo no avião e, mal entrarem no aeroporto, dirijam-se para as filas onde vão ter de passar por uns balcões e entregar esses documentos. Basicamente, vão ter de escrever o hotel/resort onde vão ficar, o número de dias da vossa estadia, quantas malas levam com vocês, entre outras informações do género. Este conselho deve-se ao facto de se despacharem o mais rápido possível do aeroporto e seguirem caminho para o resort. 

Por enquanto estes são os meus conselhos e dicas para visitar Cancún. Se tiverem alguma questão que não esteja aqui respondida não hesitem em enviar-me e-mail e espero que este post seja útil.

Entretanto a primeira parte do vlog da viagem já saiu, vê aqui!

5 comentários

  1. Gostei muito deste post foi bem informativo. Espero um dia poder visitar Cancún acredito que tenhas vivido muitas emoções aí.
    Beijinhos!
    https://grandesonhadorablog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, foi uma viagem incrível e uma cultura que adorei conhecer e espero voltar para conhecer outras regiões! beijinho

      Eliminar
  2. Great pictures, have a good day

    https://elegant-e.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. Não me importava nada de fazer uma visitinha por esses lados!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  4. Gostei bastante das informações! Nunca pensei visitar Cancun mas depois de ler e das tuas maravilhosas fotos dá vontade de passar por lá!
    Beijinhos,
    http://10secondsinmyworld.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Partilha a tua opinião comigo!

Instagram